Imprimir E-mail

Continuum Movement

Este método de Educação Somática vem sendo desenvolvido por Emilie Conrad, na Califórnia, há mais de 40 anos. Nele usamos a exploração de movimentos fluidos, ondulatórios, espiralados, deflagrados por nossas respirações e sons, e executados dentro de possibilidades e ritmos pessoais.

Procuramos reconhecer nossas pulsações internas, pessoais, que podem ter fluxos, texturas e densidades muito diferentes das que estamos habituados a reconhecer. Percebemos também sensações ligadas aos movimentos que os fluidos e o ar fazem dentro de nós, e de há muito esquecidas. Seguimos trilhas que se desvendam à medida que aprofundamos as explorações e descobrimos possibilidades insuspeitas de força, flexibilidade e agilidade físicas e existenciais.

A intensidade da vida urbana faz com que prestemos atenção aos ritmos existenciais que se mais se aproximam dos que nos são impostos pelo cotidiano. A imagem de um corpo-máquina fez com que os muitos processos metabólicos, sensoriais e emocionais que acontecem em fluxos lentos, suaves, sutis acabassem sendo menosprezados. Não temos mais tempo para vivenciá-los.

Através de respirações, sons, micro-movimentos e movimentos ondulatórios podemos entrar em contato com estas ondas primevas que nos percorrem, muitas vezes lentíssimas e esporádicas, outras vezes vigorosas e turbilhonantes, sempre absolutamente vitais para o nosso bem-estar.

Ao mudarmos o foco de nossas atenções para a maneira como somos constituídos, de tecidos e fluidos que espiralam e ondulam, se expandem e retraem a cada pulsação de nossa respiração, acessamos recursos para nos fortalecermos e ganharmos flexibilidade física e existencial. Podemos descobrir novos recursos internos para lidar com questões da vida cotidiana.

Mas acima de tudo, podemos maravilhar-nos ao redescobrir nosso corpo, tão familiar e tão esquecido.

 

Cadastre-se em nossa News

Nome:
Email:

Online

Nós temos 17 visitantes online
VisitasVisitas481126